Análise

Análise de especialistas: o gás está rompendo as máximas, e o mercado de ações começa a cair

Análise de médio prazo por especialistas da Olymp Trade


A maior comoção da semana foi o aumento maciço nos preços do gás. O que gerou um mercado altista tão forte e o que esperar a partir de agora? Não perca esta edição do resumo.

 

Tendências semanais

  • Alibaba   -7,53%. Negociar vendido com US $ 100 e um multiplicador de x20 poderia ter rendido US $ 150,6.
  • ETH/USD   + 5,09%. Negociar comprado com US $ 100 e um multiplicador de x10 poderia ter rendido US $ 50,9.
  • Apple   -3,92%. Você poderia ter ganho US $ 78,4 negociando vendido com US $ 100 e um multiplicador de x20.

 

Mercados de câmbio

Dentre os “principais”, observamos os movimentos mais substanciais no par de moedas AUD/USD – o par caiu 0,72%. Além disso, no USD/CHF – O par subiu 0,83%.

Dos pares de moedas cruzadas, os pares NZD/CHF (+ 0,95%) e CAD/CHF (+ 1,06%) subiram forte. Assim, como você pode ver, na semana passada, a moeda mais “afetada” foi o franco suíço.

A queda do franco suíço pode ser explicada como uma reação às estatísticas vitais, mas insuficientes do PIB para o segundo trimestre. O PIB da Suíça cresceu 1,8%, ao passo que os economistas esperavam um crescimento de 2%. Em termos anuais, o aumento foi de 7,7%, com expectativa de +9%.

A crença de que o Banco Central seria a favor de um maior aperto monetário aumentou significativamente. Como resultado, muitas moedas estão começando a subir de preço em relação ao “paraíso” – CHF.

A moeda mais interessante do ponto de vista da análise técnica é o par NZD/CHF. Em 20/08, uma reversão relativamente forte ocorreu no par. O NZD rompeu o nível de resistência de 0,64800 e saiu com sucesso do triângulo em expansão. Acreditamos que 0,66200 será o alvo crítico para os touros.

Fig. 1. Par de moedas NZD/CHF. Período de 1D.

Mercados de ações

A bolsa americana permaneceu praticamente inalterada ao longo da semana. O Dow Jones caiu ligeiramente ao longo da semana, recuando 0,19%. O S&P 500 também caiu 0,28%, o índice Nasdaq100 “sofreu” um pouco mais, caindo quase 0,6%.


Vamos dar uma olhada nas ações das FAANG – Facebook, Apple, Google, Netflix e Amazon. As ações do Facebook despencaram durante toda a semana, caindo de US $ 381,7 para US $ 370,5. Elas perderam cerca de 2,9%. No entanto, do ponto de vista da análise técnica, a tendência de longo prazo continua sendo de alta. Embora pareça que “agora” é a hora de comprar, acreditamos que ainda vale a pena esperar pela reversão e pela confirmação da retomada da tendência de alta.

Fig. 2. Facebook. Período de 1D. 

As ações da Apple caíram quase 4% na semana passada. O novo lançamento não salvou a capitalização da empresa nem mesmo com a revelação do novo iPhone 13, que ocorreu em 14 de setembro. As ações continuaram caindo. Do ponto de vista da análise técnica, o alvo para os ursos pode ser o patamar de US $ 145. Notícias fundamentalistas firmes que poderiam de alguma forma retificar a situação não são esperadas em breve.

O preço das ações do Google se moveu em direções diferentes. No início da semana, começou um ligeiro aumento na capitalização, mas o preço das ações começou a cair na quinta-feira, caindo para US $ 2.850.

As ações da Netflix caíram forte para US $ 575,5. De acordo com o panorama técnico, o alvo do movimento de queda é o patamar de US $ 574,20 (nível de retração 38,2% de Fibonacci). Provavelmente, a empresa de streaming alcançará esse alvo muito em breve.

As ações da Amazon criaram uma “lacuna” a partir de 30/07, mas os touros não conseguiram eliminá-la completamente em 09/09, e a capitalização começou a diminuir.

Em geral, o mercado de ações americano está começando a reverter lentamente, o que é uma notícia bastante desagradável para os touros. Estamos monitorando de perto a situação.

 

Mercados de commodities

O petróleo bruto Brent continua crescendo, aproximando-se da máxima local do ano. O ativo rompeu sua linha de tendência de baixa e saiu da cunha convergente, sinalizando a continuação de sua tendência de alta. Com alto grau de probabilidade, o petróleo vai renovar seu topo acima de US $ 77,5 no curto prazo.

Fig. 3. Petróleo Brent. Período de 1D. 

As cotações aumentaram com a nova tempestade tropical “Nicholas”, que se dirige para o Golfo do México. Ao mesmo tempo, a região produtora de petróleo ainda não se recuperou totalmente das consequências do furacão Ida, que atingiu as plataformas de produção há algumas semanas.

A OPEP, por sua vez, elevou sua previsão de demanda global por petróleo em 2022 para 100,8 milhões de barris por dia. A estimativa foi aumentada em quase um milhão de barris.


O preço do gás natural continua crescendo, atingindo a cotação de 5,685. A última vez que observamos esse preço no gás foi em 2014.

Fig. 4. Gás natural.Período de 1D.

As reservas de gás armazenadas permanecem em níveis baixos recorde e o inverno se aproxima. As condições meteorológicas são difíceis de prever. Não se sabe quão frio será este inverno e como vai se comportar o preço do gás. No entanto, essa incerteza provavelmente só empurrará os preços da energia para cima.

Vale lembrar que, como muitas outras commodities, o gás pode ser altamente volátil. O crescimento parabólico, que já foi observado mais de uma vez no ativo, sem dúvida levará a uma queda semelhante, e o preço voltará à faixa normal. É muito cedo para falar sobre reversões, mas é preciso manter isso em mente por enquanto.

 

Mercados de criptomoedas

Bitcoin (BTC) encontrou suporte em US $ 44.000. A movimentação do preço entrou em uma lateralização e as próximas semanas serão cruciais para o mercado de criptomoedas. Se o BTC não conseguir se firmar acima de US $ 50.000 e continuar a tendência de alta, uma nova onda de vendas começará no mercado.

Fig. 5. Bitcoin. Período de 1D. 

Em primeiro lugar, a venda impactará as altcoins. A última vez que tivemos uma situação semelhante foi no início de 2018, quando, após cair de US $ 20.000 para US $ 6.000, o bitcoin se recuperou para US $ 12.000. No entanto, acabou sendo uma armadilha de alta. As altcoins, que na época e agora se recuperaram muito mais rápido do que a maior criptomoeda, por fim entraram em colapso quando o inverno chegou.

Até o momento, o índice de dominância do BTC permanece em 41%, que está muito próximo do fundo local de maio deste ano. O indicador de medo e ganância está no nível neutro de 53 pontos, o que também fala da incerteza da situação atual.


A Binance está se tornando um negócio centralizado. Chanpen Zhao falou sobre isso em uma entrevista. O motivo são os ataques regulatórios de muitos países ao redor do mundo. Já se viu que a empresa caminha nessa direção, por exemplo, após a verificação obrigatória. Agora, isso foi anunciado oficialmente.

O fundador da Bridgewater Associates, Ray Dalio, acha que as criptomoedas terão enorme sucesso, e os reguladores acabarão por controlá-las. O caminho que a Binance está trilhando pode se tornar a norma nesse tipo de situação.


Nem todos em El Salvador concordam com a legalização do BTC como moeda com curso legal. Moradores do país saíram às ruas no dia 15 de setembro para protestar contra a legalização da criptomoeda no país e recentes ações governamentais. O presidente Nayib Boekel já admitiu que não será capaz de criar uma nova infraestrutura em 3 meses. O registro de novos usuários na carteira digital Chivo encontra-se suspenso.

 

Conclusão

O sentimento de alta continua no mercado de commodities. Dados exemplos históricos, tendências de alta parabólicas podem ser esperadas para certos ativos. Normalmente, esse movimento é típico do mercado de criptomoedas. No entanto, na última semana, o mercado de criptomoedas entrou em uma tendência lateral indefinida.

O mercado de ações começou a cair ligeiramente, enquanto o mercado de câmbio está sendo negociado em diferentes direções com o fortalecimento do USD.

Related posts
Análise

Notícias Semanais do 04.11–08.11.2019

Apresentamos a análise mais abrangente da próxima semana, feita pelos analistas da Olymp Trade. Inclui tanto as notícias do calendário econômico quanto os eventos mundiais, que pod...