Análise fundamentalista vs. Análise técnica: compreendendo as diferenças


A Análise fundamentalista examina todos os fatores que afetam o preço das ações de uma empresa. Esses fatores incluem os últimos resultados financeiros, estrutura de gestão, setor e muito mais. O objetivo é determinar o valor intrínseco da empresa e verificar se o preço do ativo está descontado ou não. Ela é mais frequentemente usada por investidores que procuram posições de longo prazo.

A Análise técnica emprega gráficos de preços, padrões, indicadores e tendências para prever os movimentos no preço de um ativo em um futuro próximo ou distante. Os traders usam principalmente este tipo de análise, pois fornece uma boa leitura sobre o movimento atual do preço.

Os preços das ações mudam constantemente ao longo dos pregões, tornando a compreensão do próxima movimento uma chave para lucrar. Os traders usam ambos os tipos de análise para encontrar tendências e prever movimentos de preços para um ativo no futuro.

BASE PARA COMPARAÇÃO

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA

ANÁLISE TÉCNICA

Significado Análise fundamentalista é a prática de analisar um ativo para determinar seu valor intrínseco. A Análise técnica é um método de determinar o preço futuro da ação usando gráficos para identificar os padrões e tendências.
Relevante para Investimentos de longo prazo Investimentos de curto prazo
Função Investir Negociar
Objetivo Identificar o valor intrínseco da ação. Identificar o momento certo para entrar ou sair do mercado.
Tomada de decisões As decisões são baseadas nas informações disponíveis e nas estatísticas avaliadas. As decisões são baseadas nas tendências de mercado e nos preços da ação.
Concentrada em Dados passados e presentes. Apenas dados passados.
Formato dos dados Relatórios econômicos, eventos, notícias e estatísticas do setor. Análise gráfica
Preços futuros Previstos com base no desempenho passado e presente e na lucratividade da empresa. Previstos com base em gráficos e indicadores.
Tipo de investidor Investidor de posições de longo prazo. Swing trader e day trader de curto prazo.
Fonte: keydifferences.com

 

 

O que é Análise fundamentalista?

A Análise fundamentalista é um método de encontrar o valor intrínseco de um ativo por meio de componentes econômicos e financeiros. Existem vários fatores nos quais os analistas fundamentalistas se concentram: fatores macroeconômicos, como o estado da economia e do setor, ao mesmo tempo em que levam em consideração micro fatores como estruturas e filosofias de gestão da empresa.

O objetivo do analista é determinar um preço com o qual possam comparar o valor atual do ativo para descobrir se ele está descontado ou não.

Principais aspectos

  • A Análise fundamentalista determina o valor real ou de “mercado justo” de uma ação.
  • Os analistas fundamentalistas esperam encontrar ações atualmente sendo negociadas a preços mais altos ou mais baixos do que seu valor real.
  • Um ativo está descontado quando o valor justo de mercado é superior ao preço de mercado – isto é, quando é recomendado comprá-lo.

 

Compreendendo a Análise fundamentalista

Determinar se um ativo está descontado ou não no mercado é o objetivo da análise. A Análise fundamentalista é normalmente um processo macro a micro para escolher os ativos com o preço mais incorreto.

Do maior ao menor, os analistas examinam a situação econômica atual e, em seguida, a força do setor, antes de finalmente se concentrarem no desempenho de uma empresa para encontrar seu valor justo de mercado.

A Análise fundamentalista utiliza dados públicos para avaliar uma ação ou qualquer outro tipo de ativo. Um investidor pode realizar uma Análise fundamentalista do valor de um ativo, observando as receitas, ganhos, potencial de crescimento futuro, retorno sobre o patrimônio, margens de lucro e outros dados para definir o valor justo de mercado de uma empresa e o potencial de crescimento futuro. Esses dados estão disponíveis nas demonstrações financeiras da empresa, conforme exigido pelas comissões de negociação.

 

Análise fundamentalista quantitativa e qualitativa

Os “fundamentos” de uma empresa referem-se a uma infinidade de fatores, tratando-se de qualquer coisa ligada ao bem-estar econômico da empresa, incluindo participação de mercado, receita, lucros, estrutura de gestão e reputação.

Quantitativo e qualitativo são as duas categorias que abrangem todos os fatores fundamentalistas. Suas definições são:

  • Quantitativo – “relacionado com, medindo ou medido pela quantidade de algo e não pela sua qualidade.”
  • Qualitativo – “relacionado com, medindo ou medido pela qualidade de algo e não pela sua quantidade.”

Os dois são opostos. O quantitativo olha para os números, os fatores mensuráveis de uma empresa: receita, ativos, lucro, etc. O qualitativo foca nos intangíveis: reconhecimento de marca, patentes, executivos influentes, etc.

As análises qualitativas e quantitativas são igualmente úteis em seus próprios aspectos, e é por isso que os analistas costumam considerá-las em conjunto antes de tomar decisões.

 

O que é Análise técnica?

A Análise técnica estuda as tendências estatísticas na atividade de negociação, como movimento de preços e volume, para avaliar e identificar oportunidades de negociação.

A Análise fundamentalista busca determinar o valor de um ativo por meio de suas vendas e ganhos, enquanto a Análise técnica se concentra no estudo do movimento do preço e do volume.

Ferramentas de Análise técnica, como indicadores e osciladores, são usadas para examinar os efeitos da oferta e da demanda em um ativo e seu impacto nas mudanças de volatilidade, preço e volume implícitos. Esse tipo de análise é frequentemente aproveitado para obter sinais de negociação de curto prazo com várias ferramentas gráficas.

A Análise técnica pode ser usada em quaisquer ações, futuros, commodities, renda fixa, moedas e outros ativos com dados históricos de negociação. Neste artigo, veremos alguns exemplos do uso da Análise técnica com indicadores e osciladores. Esse tipo de análise é usado com mais frequência na negociação forex e de commodities.

Principais aspectos

  • A Análise técnica estuda as tendências estatísticas encontradas na atividade de negociação, como movimento de preços e volume, para avaliar e identificar oportunidades de negociação.
  • Os analistas técnicos acreditam que a atividade de negociação passada e as mudanças de preço de um ativo podem ser indicadores valiosos dos movimentos futuros nos preços do ativo.

 

Princípios básicos da Análise técnica

Charles Dow é o avô da Análise técnica com a teoria Dow, que foi seguida e aprimorada por muitos pesquisadores ajudando a solidificar a essência do conceito. A Análise técnica de hoje é drasticamente diferente de quando foi introduzida pela primeira vez em 1800, agora incluindo centenas de padrões, sinais e ferramentas.

Todas as Análises técnicas operam com a crença implícita de que o movimento passado do preço e a atividade de negociação de um ativo podem transmitir informações valiosas sobre as mudanças futuras de preço com a estratégia certa.

Os analistas profissionais usam a Análise técnica em conjunto com a Análise fundamentalista. Os day traders podem tomar decisões de negociação utilizando apenas os gráficos e ferramentas. Encontrar o equilíbrio certo depende de seus objetivos e estratégia de negociação.

 

As premissas subjacentes da Análise técnica

Existem duas diferenças principais entre os métodos usados para analisar ativos e tomar decisões de investimento: análise fundamentalista e análise técnica. A Análise técnica baseia-se na noção de que:

  1. Os mercados são eficientes com valores, o que significa que o valor atual de um ativo representa todos os fatores que podem influenciar no seu preço, mas
  2. Até mesmo os movimentos de preços de mercado que parecem se mover aleatoriamente são, na verdade, tendências e padrões identificáveis que se repetem com o tempo.

Enquanto a Análise fundamentalista usa as demonstrações financeiras de uma empresa para determinar o valor justo do negócio, a Análise técnica assume que o preço de um ativo sempre reflete todas as informações publicamente disponíveis. Portanto, ela se concentra na análise estatística de movimento do preço enquanto tenta entender o sentimento do mercado por trás das tendências de preço por meio de padrões e tendências.

Charles Dow lançou editoriais explicando sua teoria da Análise técnica. Esses documentos incluíram as duas suposições básicas mencionadas acima que formaram a estrutura para a negociação com Análise técnica.

Hoje, os analistas profissionais geralmente aceitam três suposições gerais da disciplina:

1. O mercado oferece descontos em tudo

Essencialmente, o mercado já pegou todas as informações disponíveis sobre a empresa e a precificou de acordo. Essa ideia é acompanhada pela Hipótese do mercado eficiente (EMH), que chega a uma conclusão semelhante – fazendo os analistas técnicos verem o movimento no preço de um ativo como resultado da oferta e da demanda.

2. Os preços seguem tendências

A maioria das estratégias de negociação técnica se baseia na suposição de que os preços continuarão com a tendência, em vez de se mover no sentido oposto. Semelhante à lei da inércia de Newton, um objeto em movimento permanecerá em movimento a menos que seja influenciado por uma força externa; no entanto, o impulso e o empuxo da oferta e da demanda são constantes. Portanto, uma força maior é necessária para mudar o curso.

3. A história tende a se repetir

Essa é uma filosofia comum, confiada por professores de história em todos os lugares. A repetição encontrada nos movimentos de preço foi atribuída à psicologia do mercado. Os sentimentos que movem os preços, euforia e medo, podem ser previsíveis. Aproveitar essa previsibilidade é o cerne de mais de 100 anos de Análise técnica. Muitos dos mesmos padrões são ensinados e usados hoje como eram há muito tempo atrás porque as pessoas não mudam, e são as pessoas e suas emoções que movem os preços.

O mercado desconta tudo, os preços mudam de acordo com as tendências e a história tende a se repetir. Esses são os três pilares da Análise técnica moderna. Usá-los isoladamente não funcionará para todos os traders. No entanto, com a estratégia certa, esses princípios podem levar ao sucesso.

 

 

Básico de Análise técnica com indicadores e osciladores

Indicadores e osciladores são cálculos matemáticos que usam preço, volume e outras métricas de mercado para prever as tendências e a direção de um ativo. Os traders os utilizam para ajudar na Análise técnica, determinar tendências de mercado, reversões, pontos de entrada e saída, bem como para comprar ou vender.

Combinadas com uma estratégia de negociação, essas ferramentas ajudam a aumentar a taxa de sucesso dos traders.

Primeiro, temos a SMA ou Média móvel simples. Este indicador é frequentemente usado como uma área de interesse para os traders. O que significa que ele sinaliza uma reversão quando os preços vão de cima para baixo da linha ou vice-versa. A linha é determinada calculando a média do preço de um ativo usando os dez candles anteriores.

Como usar a SMA:

Quando o preço de um ativo cruza a linha do indicador de baixo para cima, isso sinaliza uma provável subida e muda para uma tendência de alta. Quando o preço cruza o indicador de cima para baixo, ele sinaliza uma queda.

Em seguida, temos o RSI ou Índice de força relativa, um oscilador de momentum. Os traders contam com este indicador para os ajudar a determinar se um ativo está sobrecomprado ou sobrevendido, indicando uma reversão de tendência próxima.

Uma linha única flutuando entre 0 e 100, este indicador mostra que o ativo está sobrevendido ou sobrecomprado conforme se aproxima de seus respectivos extremos. À medida que a linha se aproxima de 100, é mais provável que o instrumento esteja sobrecomprado e, inversamente, quando a linha se aproxima de 0, é provável que esteja sobrevendido. Se um ativo está sobrecomprado ou sobrevendido, isso sinaliza o fim da tendência atual.

Como usar o RSI:

Geralmente, as linhas de importância são definidas em 30% e 70% mostradas pelas linhas verde e laranja. Embora a faixa seja de 0 a 100%, esses guias ajudam os traders a acompanhar o andamento de forma simples. Se a linha cruzar 30% ou 70%, a reversão será sinalizada quando cruzar de volta a linha.

Existem muitos outros indicadores e osciladores disponíveis para os traders usarem na plataforma da Olymp Trade, mas esses dois fornecem uma boa introdução sobre o que são e como usá-los para tornar sua negociação mais bem-sucedida.

 

O melhor dos dois mundos

Nesta seção, veremos o tipo de estratégia mais usado que combina métodos de Análises técnica e fundamentalista. Juntas, elas fornecem mais informações do que sozinhas, dando aos traders percepções adicionais.

Tendências de volume

Uma forma popular de avaliar o sentimento do mercado é por meio do volume negociado. Os traders podem usar essas informações para inferir se suas ideias sobre a tendência repercutem na comunidade de negociação mais ampla. Nenhum trader individual consegue ter uma visão completa do que está acontecendo no mercado; é por isso que muitos confiam no volume para saber mais.

Grandes picos sugerem que algo aconteceu para atrair a atenção dos traders e que as ações estão sendo acumuladas (compradas) ou distribuídas (vendidas). Uma queda repentina no volume sugere que os traders estão perdendo o interesse e uma reversão é mais provável.

Os indicadores de volume podem ajudar a confirmar se outros traders têm a mesma visão de um ativo que você. Os traders que utilizam esses tipos de estratégias observam se o volume aumenta enquanto uma tendência crescente ganha momentum.

É interessante usar a Análise fundamentalista para encontrar a negociação de um ativo acima ou abaixo do valor justo de mercado e aplicar indicadores de volume ao gráfico, ou estabelecer uma tendência e procurar a causa do aumento no volume de negociação As tendências de volume são um dos muitos tipos de estratégias que combinam os dois tipos de análise.

 

Combine para conquistar

As Análises fundamentalista e técnica são diferentes, mas igualmente importantes no mundo das finanças. A Análise fundamentalista é usada principalmente para orientar os investimentos de longo prazo, enquanto a Análise técnica se presta ao curto prazo.

Para os traders da plataforma da Olymp Trade, a combinação das duas será mais proveitosa. A Análise técnica ajuda a identificar a tendência e os fundamentos explicam por que ela está ocorrendo. Determinar qual estratégia é mais adequada para os seus objetivos estabelecerá a combinação certa das duas para sua meta e tolerância aos riscos.


Alerta de risco:

A informação fornecida não constitui conselho de investimento. Quando utilizar esta informação, você é o único responsável por suas decisões de investimento e assume todos os riscos associados com o resultado financeiro de suas transações.

Comece a comercializar