Análise

Como começar a semana: análises e previsões — 21.12.2020

Análise fundamentalista e previsões para o futuro

 


Muitos acreditaram nisso, mas não estavam dispostos a correr riscos. O Bitcoin atingiu seu pico em meio a conversas de fundos de investimento.

 

Fato relevante

O Bitcoin ultrapassou na semana passada a máxima histórica, que estava logo abaixo do nível de US $ 20.000. Vale ressaltar que o crescimento da demanda pela criptomoeda continuou sem um aumento significativo nos volumes de transações. É possível que o bitcoin esteja gradualmente substituindo o ouro e desempenhe o papel de um ativo de reserva.


A oscilação nas negociações comerciais entre a UE e o Reino Unido continua. No início da semana passada, as partes estavam cheias de otimismo e até confirmaram que o acordo fosse alcançado até sexta-feira, mas a semana de trabalho terminou com críticas do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que considerou o Brexit sem acordo comercial o desfecho mais provável.


Na última reunião, o Federal Reserve dos EUA manteve a taxa básica inalterada. O chefe do órgão, Jerome Powell, lembrou que as perspectivas econômicas permanecem muito incertas, portanto, se necessário, o Fed pode aumentar o volume de compras de ativos. O dólar americano reagiu ao resultado da reunião com queda.


O Banco do Japão estendeu o programa de apoio à economia do país até setembro de 2021, o que implica em um aumento do investimento em títulos e outros títulos de dívida de empresas privadas. Além disso, o Banco do Japão permitiu uma revisão das abordagens para a formação da política monetária, já que o regulador ainda não conseguiu atingir a meta para a taxa de inflação.


O petróleo terminou a semana passada em alta, graças ao corte de 3,1 milhões de barris nas reservas de petróleo dos EUA, bem como às previsões do Banco Mundial. Em sua opinião, o preço do barril de ouro negro subirá gradualmente nos próximos dois anos.

 

Uma visão fundamentalista

Tesla

Este ano, a Tesla não só fará parte do S&P 500 como também resolverá o problema de uma grande dívida. A venda do próximo bloco de ações por US $ 5 bilhões vai ajudar nisso. No entanto, o valor atual do ativo corresponde à maioria das previsões-alvo das empresas de investimento. Portanto, os traders podem ficar inclinados a vender títulos da Tesla.

Alibaba

Uma subsidiária da Alibaba é suspeita de criar uma tecnologia de visão computacional que reconhece os rostos dos uigures, uma minoria étnica da RPC, que são discriminados por motivos nacionais e religiosos. Presume-se que a tecnologia seja usada por serviços especiais na China.

Se isso for comprovado, a empresa pode sofrer pressões da comunidade internacional.

Disney

A empresa planeja conquistar uma fatia significativa do mercado de serviços de streaming. A direção da empresa prevê um aumento de duas vezes no número de clientes. Diante desse cenário, a BMO Capital Markets aumentou seu preço-alvo para as ações da Disney para US $ 185.

 

Related posts
Análise

Atas do RBA divulgadas

As atas da última reunião do Reserve Bank of Australia sugeriu a possibilidade de novos cortes nas taxas.
Análise

Notícias, tendências e análises 15.10.2019

No fim de semana passado, o presidente dos EUA anunciou progressos significativos nas negociações com a China. As notícias deram suporte às cotações do petróleo. O líder americano...