Um guia para iniciantes em Análise técnica


A Análise técnica é uma habilidade fundamental para os traders que procuram capitalizar sobre tendências, pullbacks, reversões e outros tipos de movimento de preço. Este artigo fornecerá uma visão geral de como usar a Análise técnica ao negociar na plataforma da Olymp Trade.

 

O que é a Análise técnica?

A Análise técnica é a prática de usar dados gráficos para determinar para qual direção os preços têm maior probabilidade de se mover. Os traders usam ferramentas e gráficos específicos para ajudá-los a obter o máximo de informações possível sobre o movimento dos preços.

Nosso artigo, Análise fundamentalista vs. Análise técnica: compreendendo as diferenças explica as nuances dos dois tipos de análise e é uma ótima introdução à Análise técnica.

 

Lendo gráficos

O uso da Análise técnica começa com uma compreensão básica dos gráficos de preços. Existem quatro tipos de gráficos na plataforma; Área, Barras, Heiken Aishi e os Candlesticks japoneses, que são os mais usados.

Os traders de Forex querem informações o mais rápido possível e dependem dos Candlesticks japoneses para consegui-las. Embora os gráficos de Barra e Heiken Ashi exibam detalhes semelhantes, eles são menos populares entre os traders.

Um gráfico mostra as movimentações de preço anteriores e atuais de um ativo. Olhando para o gráfico diário da Amazon acima, você pode ver quanto o preço das ações da empresa mudou em um dia de negociação. Cada candle representa um dia de negociação inteiro. Os candles correspondem ao período de tempo. Portanto, em um gráfico de cinco minutos, um novo candle seria criado a cada cinco minutos.

Cada candlestick nos diz quatro coisas – topo, fundo, abertura e fechamento.

O corpo e os pavios constituem cada candle. Olhando para o candle, você pode ver o preço máximo e mínimo que o ativo atingiu em um determinado período, mostrados pela ponta dos pavios. A abertura e o fechamento mostram onde estava o preço quando o período começou e terminou, e a área entre eles forma o corpo.

Os candlesticks têm uma história para contar. Se o corpo é verde ou vermelho, isso indica se o preço subiu ou caiu.

Verde é a cor dos Touros (compradores) que conta a história deles tentando fazer o preço subir. O pavio indicando o topo também mostra rejeição de preço – os vendedores empurraram o preço de volta para baixo antes do fechamento. Os pavios inferiores são o oposto: mostram a rejeição dos compradores aos preços mais baixos.

Os candlestickes vermelhos contam a história dos Ursos (vendedores) e sua luta para empurrar os preços para baixo. Os pavios de topo e fundo contam as mesmas histórias de rejeição de preços.

 

Como identificar tendências

Uma tendência surge quando os preços se movem na mesma direção por um longo período. Eles sobem, caem e se estabilizam, geralmente exigindo uma grande força externa para mudar de direção.

A maneira mais comum de identificar tendências é usando as linhas de tendência (linhas vermelhas acima) para conectar uma série de topos ou fundos. Uma vez conectados, será fácil estabelecer a direção em que o preço do ativo está tendendo. Essas linhas ajudam a silenciar o ruído dos candles individuais, resultando em um delineamento claro do movimento de um ativo.

Quanto mais candles tocarem e se moverem ao longo de uma linha de tendência, mais forte será a tendência.

Tendência de alta

A linha conecta fundos mais altos e/ou aberturas mais altas – indicando que os preços continuaram subindo em face dos pullbacks.

Tendência de baixa

A linha conecta topos mais baixos e/ou aberturas mais baixas – indicando que os preços continuaram caindo em face dos pullbacks.

Lateralização

A linha conecta topos ou fundos em torno do mesmo nível – indicando que os preços permaneceram quase estagnados com pouco desvio.

Os traders experientes já sabem: “a tendência é sua amiga”. É mais provável que uma tendência de alta prolongada continue para cima do que reverta e caia. Portanto, negociar com base na tendência maximiza as chances de sucesso.

 

Níveis de suporte e resistência

Na Análise técnica, os níveis de suporte e resistência são usados para identificar pontos de preço em um gráfico onde as probabilidades favorecem uma pausa ou reversão de uma tendência. O nível de suporte é onde o preço de um ativo para de cair repetidamente e volta a subir, enquanto o nível de resistência é onde o preço para de subir e desce novamente.

Eles são um barômetro primário do sentimento do mercado a longo prazo.

Suporte – onde se espera que uma tendência de baixa seja interrompida devido a uma concentração de compradores (demanda).

Resistência – onde se espera que uma tendência de alta pare provisoriamente, devido a uma concentração de vendedores (oferta).

Existem muitas maneiras complicadas de calcular os níveis de suporte e resistência. A maneira mais simples de determinar os níveis de suporte ou resistência de um ativo é com linhas de tendência.

Embora os níveis de suporte e resistência possam corresponder às linhas de tendência, eles também podem estar em um único ponto de preço, impedindo que os preços subam ou caiam.

Ativos são essencialmente bolas de borracha que ricocheteiam no “chão” – ou suporte – e refletem no “teto” – ou resistência.

Imagine que a bola, no ar, se transforma em uma bala de canhão. A força extra do aumento de volume conduzirá a bola através do nível de resistência; ou vai fazer a bola atravessar o nível de suporte na queda. De qualquer forma, é necessário força extra ou entusiasmo dos touros ou dos ursos para romper o suporte ou a resistência.

Um nível de resistência se torna um nível de suporte quando o preço sobe acima dele e se consolida. Um nível de suporte vira um nível de resistência quando o preço cai abaixo dele e fica lá Quanto mais um nível de suporte ou resistência for testado, mais forte ele será.

No entanto, à medida que os pullbacks diminuem e o volume aumenta com cada reversão, a bola de preço do ativo ganha momentum e tem mais probabilidade de romper a linha. Esse fenômeno é a razão para dois tipos de estratégia.

 

Negociação com pullbacks e rompimentos (breakouts)

Pullbacks e rompimentos são duas estratégias de negociação baseadas em tendências, suporte e resistência. Ambas são arriscadas, pois o movimento do preço pode se opor à sua previsão.

Pullbacks

Negociações que lucram com o pullback (reversão curta da tendência) conforme um ativo testa seus níveis de suporte ou resistência. Basicamente, elas consistem em entrar no mercado que está com uma tendência estabelecida e depois se voltou contra essa tendência.

As condições técnicas mais favoráveis para um pullback lucrativo são uma tendência forte e linhas de suporte e resistência robustas.

Ativos que se aproximam dos níveis notáveis (linhas de tendência, níveis de suporte ou resistência) apresentam a melhor oportunidade de lucro. A ação vertical do preço em um topo ou fundo com alto volume é necessária para lucros consistentes, pois incentiva o movimento rápido dos preços. No entanto, a mesma volatilidade que torna esse tipo de negociação lucrativo o torna arriscado.

Procure por pavios longos mostrando rejeição de preço contra a tendência junto com aumento de volume, conforme os preços se aproximam do topo ou fundo.

Quanto mais longa for a distância entre os pullbacks, maior poderá ser o pullback. Cada pullback cria seu nível de suporte ou resistência, diminuindo o potencial para uma negociação mais lucrativa.

As negociações são executadas à medida que os preços se aproximam de níveis notáveis em uma tentativa de capitalizar sobre todo o pullback, usando o suporte ou a resistência estabelecidos em pullbacks de topo ou fundo anteriores.

Rompimentos

Negociações que lucram com um ativo depois que ele rompe seu suporte ou resistência. Um trader de rompimento entra em uma posição comprada (os preços continuarão “subindo”) após o preço romper acima da resistência ou abre uma posição vendida (os preços continuarão “caindo”) após o ativo romper abaixo do suporte.

Rompimentos são oportunidades de negociação potenciais que ocorrem quando o preço de um ativo ultrapassa um nível de resistência ou cai abaixo de um nível de suporte devido a um aumento no volume. Depois que um ativo é negociado além do nível notável, a volatilidade aumenta e os preços geralmente tendem na direção do rompimento.

Rompimentos correspondem a uma estratégia de negociação importante porque as configurações servem de plataforma de lançamento para aumentos de volatilidade futuros, grandes oscilações de preços e tendências majoritárias de preços. Mas, como em qualquer estratégia, os lucros não são garantidos.

Em primeiro lugar, ao negociar com rompimentos, identifique a tendência de preço atual, bem como os níveis de suporte e resistência, a fim de planejar os pontos de entrada e saída. Ao contrário dos pullbacks, os rompimentos exigem um canal criado pelas linhas de suporte e resistência. Este canal significa que os preços tendem a dar um grande salto ou despencar depois de romper qualquer barreira.

Quanto mais um nível notável for testado, mais importante ele é e, geralmente, mais fraco ele se torna e maior a chance de um rompimento.

Depois de entrar em uma negociação com pullback ou rompimento, determinar quando sair da negociação ao negociar em forex depende de uma série de fatores. Como regra geral, quando o momentum diminuir, esteja pronto para sair da negociação para capitalizar os lucros.

Ao executar Fixed Time Trades seguindo qualquer uma das estratégias, defina a duração da negociação para o mesmo intervalo do período do gráfico para minimizar a confusão e capturar o momentum total do candle.

 

A tendência é sua amiga

A Análise técnica é a prática de usar dados do gráfico para determinar a movimentação no preço de um ativo. A compreensão de gráficos, tendências, níveis de suporte e resistência ajuda os traders a entender como o preço de um ativo mudou e seus movimentos futuros potenciais.

Os traders técnicos usam essas ferramentas básicas para construir estratégias diferentes. Pullbacks e rompimentos são dois tipos básicos de estratégias técnicas que utilizam esses conceitos básicos para se lucrar. Lembre-se de que quanto mais atenção um nível notável recebe, mais importante ele é e mais provável que seja rompido.

A Análise técnica é uma habilidade que requer estudo e prática. Use sua conta demo para se familiarizar com essas estratégias e se preparar para colher os lucros.


Alerta de risco:

A informação fornecida não constitui conselho de investimento. Quando utilizar esta informação, você é o único responsável por suas decisões de investimento e assume todos os riscos associados com o resultado financeiro de suas transações.

Comece a comercializar